Nióbio, a polêmica persistente. Para onde vai?

Hoje o Facebook mostrou um post que fiz quatro anos atrás, sobre o Nióbio e resolvi trazer para um post no Blog Janela Aberta, dada a importância do tema.

O Brasil detém 98% das reservas conhecidas de Nióbio do mundo e querem saber de uma coincidência? O nióbio é um elemento químico, de símbolo Nb, número atômico 41 (41 prótons e 41 elétrons) e massa atómica 92,9 u. É um elemento de transição pertencente ao grupo 5 ou VB da classificação periódica dos elementos. O nome deriva da deusa grega Níobe, filha de Tântalo — que por sua vez deu nome a outro elemento da família 5B, o tântalo. É usado principalmente em ligas de aço para a produção de tubos condutores de fluidos. Em condições normais, é sólido. Foi descoberto em 1801 pelo inglês Charles Hatchett.

Detentor de 98% de todo o Nióbio do mundo o Brasil é vem sendo durante anos e décadas espoliado por mineradoras à revelia (mesmo, será? ainda sem confirmação, há suspeita que Lula está envolvido) do governo que mesmo sabendo do alto valor desse metal o vende a preço de banana para o mercado internacional.

Alguém lembra do Dr. Enéas? “meu nome é Enéas” já alertava sobre o “roubo” desta riqueza brasileira, que poderia mudar totalmente, e para melhor, a vida dos cidadãos brasileiros.

Trecho do Hangout com o Dr. Ribas Paiva (assista ao vídeo) que denuncia não só o sub-faturamento do nosso Nióbio, um dos minerais mais importantes do mundo, como também seu contrabando (1 bilhão por dia roubados) feito na cara do povo brasileiro com a compactuação do Governo. Este é um dos maiores roubos da história, chegando a marca de trilhões de dólares surrupiados pelos globalistas que oferecem seu “apoio internacional” aos políticos brasileiros.

O site WikiLeaks divulgou no dia 6 de dezembro de 2010 uma lista secreta de locais estratégicos para os EUA que incluem cabos submarinos e jazidas de nióbio e manganês no Brasil. Um telegrama diplomático de 2009 pede às missões do país pelo exterior que atualizem uma lista de infraestrutura e recursos pelo mundo “cuja perda poderia impactar criticamente a saúde pública, a segurança econômica e/ou a segurança interna dos EUA”.
Wikileaks divulga “documentos secretos” revelando a compra estrangeira da “Maior riqueza do Brasil”
A dependência de nióbio é causa de preocupação em Washington e as denúncias do Wikileaks.
Brasil é responsável por 87% das importações americanas do minério – usado até mesmo em projetos espaciais
A grande dependência do nióbio brasileiro deve explicar, segundo especialistas, a preocupação do governo
dos Estados Unidos com relação à segurança das minas do País. O Brasil detém 98% das reservas e 91% da produção mundial do minério, usado para a fabricação de aços especiais.Os Estados Unidos não produzem o minério.
Relatório anual do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) aponta que o Brasil tem reservas de 2,9 milhões de toneladas de nióbio, com uma produção acumulada de 57 mil toneladas em 2009. O País foi responsável, no ano passado, por 87% das importações americanas do mineral.
O documento indica que a maior economia do mundo continuará dependente do nióbio brasileiro. “As reservas domésticas (dos Estados Unidos) de nióbio têm baixa qualidade, algumas complexas do ponto de vista geológico, e muitas não são comercialmente recuperáveis”, diz o texto, publicado em janeiro. Segunda maior reserva, o Canadá é responsável por apenas 7% da produção mundial.
Procuradas pelo Estado, as empresas responsáveis pelas minas citadas no documento divulgado pela WikiLeaks não se pronunciaram sobre o assunto. A CBMM, do grupo Moreira Salles, e a Anglo American são as duas grandes produtoras de nióbio no País, operadoras das minas de Araxá e de Goiás, respectivamente.
A lista divulgada pela WikiLeaks inclui a produção de minério de ferro pela “mina Rio Tinto”, que não tem mais ativos brasileiros nesse segmento. A companhia operava uma mina em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, que foi vendida à Vale do Rio Doce. Nenhuma das empresas comentou a inclusão do projeto na lista.

Recentemente, em sua primeira viagem como Presidente da República, Michel Temer foi à China, e oferece o que?  e secretamente?  NIÓBIO.

Sem comprovação ainda, mas circula a informação que o ex-Presidente Lula detém uma mina de Nióbio.  Se for verdade, é muito grave.  Tem muitos vídeos no Youtube, pesquise.  Certamente ficará estarrecido.  Vamos divulgar e o Ministério Público e Autoridades Competentes devem ir atrás disso e também, para onde vai o NOSSO NIÓBIO, e porque está sendo VENDIDO À PREÇO DE BANANA, LESANDO O NOSSO BRASIL.

Links para pesquisa (recomendo o vídeo com o Dr. Enéas, prestem atenção.

 

janelaaberta

BLOG JANELA ABERTA

O Blog Janela Aberta é gentilmente hospedado por Hostinger clique aqui para saber mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *